CONFISSÃO DE UMA ESCRITORA EM CRISE

12:36 2 Comments A+ a-


Eu nunca fiz muito o estilo de escritora que planeja tudo nos mínimos detalhes, na verdade até admiro quem consegue fazer isso com suas histórias. Sempre tive o problema de tentar planejar de mais e acabar escrevendo de menos, eu tentava criar cada mínimo detalhe, porém parecia que quanto mais eu tentava planejar, mais bagunçado a coisa ficava, menos sentido tudo fazia, até que finalmente tomei a decisão de me apegar menos aos detalhes e ir quase no improviso. 

Já devo ter dito aqui uma centena de vezes, tudo o que eu faço é definir um começo, definir o final e criar algumas cenas chaves, quanto ao resto é aquilo que me vier a mente no momento que estiver escrevendo. Deu certo? Pode-se dizer que sim, afinal escrevi Aniquilação, No Man’s Land e algumas outras histórias nesse meio tempo, todas com sucesso chegaram ao seu final. 

E é agora que vem a má a notícia, isso não parece mais estar dando tão certo quanto antes. Se alguém olhar aqui, ou no Tumblr, na página de projetos tem três histórias, uma delas eu estou há meses parada, ela está parecendo a Fenix, a coisa vai indo bem, ai o negócio pega fogo, vira cinzas e renasce, não vou nem entrar em detalhes sobre quantas versões ela já teve nesses últimos meses, é até vergonhoso. 

A provisoriamente chamada de Lost Stars, se eu mostrar o doc dela à alguém, a pessoa vai olhar aquele embolado de textos e anotações e se perguntar “um dicionário vomitou em cima disso?”, porque está uma completa bagunça. Tem uma coisa acontecendo aqui, ai do nada ela pula para outra coisa, ai tem cena repetida, mas escrita de um jeito diferente, isso tudo sem contar que o personagem principal parece um tanto sem personalidade... A única que não está parecendo que quem está escrevendo é uma criança de quatro anos sendo alfabetizada é a Sem Nome (ela não tem nem nome provisório haha), mas acredito que seja por eu mal ter escrito ela ainda. 

Afinal o que eu quero dizer com tudo isso? Desabafar? Provavelmente. Na verdade eu quero sair correndo e gritando, mas estou me mantendo bem sentada na cadeira do computador e me esforçando para simplesmente parar de bagunçar tanto as coisas, implorando para o cérebro parar de ter ideias que vão me obrigar a mudar novamente algumas coisas, só me deixe chegar ao final da história e ai vemos o que dá para mudar, ok cérebro? 

Eu me vi obrigada a planejar um pouco mais a fundo a história, não o suficiente para me fazer surtar e não escrever nada, e nem o mínimo para ir deixando vários buracos na história com anotações do tipo “VOLTAR AQUI DEPOIS”, e detalhe: com um grifado bem gritante para eu ver que tem que voltar ali. Estou a procura do meio termo entre o de mais e o de menos, estou criando resumos um pouco mais detalhados da trama, conhecendo melhor o passado dos personagens e criando linhas do tempo com mais acontecimentos, porque a verdade é uma só: se eu não mudar, de três história, no fim terei mil versões de cada e nem uma delas escrita

2 comentários

Write comentários
14 de setembro de 2016 10:48 delete

Poxa, é tão triste quando uma escritora tem bloqueio :c Espere que passe logo!

Te marquei em uma TAG confere lá: https://goo.gl/3WPP3H

Anna,
do www.jeitodeumaadolescente.blogspot.com

Reply
avatar
17 de outubro de 2016 12:41 delete

Bloqueio é uma merda -.- hsauhusa mas a gente sempre supera! Pelo menos isso shauhas
Uma vida depois eu vou olhar a tag shauhuas obrigada <3

Reply
avatar

O que dizer dessa pessoa que está escrevendo um comentário? TE CONSIDERO PAKAS!