O QUE HIGH SCHOOL MUSICAL ME ENSINOU

11:54 4 Comments A+ a-


EU AMO HIGH SCHOOL MUSICAL! E assim início o meu post. 

No ano em que um dos meus filmes preferidos completa 10 anos eu não podia simplesmente ignorá-lo. Ainda parece que foi ontem que estava eu indo à casa da minha tia para mais um almoço de família, quando chego lá encontro minhas primas dançando e cantando com um filme, eu pensei “credo, família esquisita”, então fiz a pergunta mais importante daquele dia: o que raios é High School Musical? Elas olharam para mim como se eu tivesse perguntado algo absurdo e fizeram questão de voltar ao início de filme e assim deu-se inicio a minha jornada com High School Musical. Dez anos se passaram e eu ainda coloco o terceiro filme da saga como um dos meus preferidos por toda vida. 

High School Musical me marcou por diversos motivos, um deles foi o fato de uma das protagonistas ter o mesmo nome que eu e quando eu era criança tinha uma necessidade bizarra de encontrar personagens com o meu nome. E quem nunca se deixou se levar pelo menos um pouco pela ideia de que o ensino médio poderia ser pelo menos uns 10% daquilo que é no filme? Mas para mim o que mais marcou foi a ideia de que o tempo passa e as coisas, por mais boas que sejam, não duram para sempre, apesar de não ter sido uma lição que tirei logo cara, afinal era uma pré-adolescente na época de estreia do filme, foi algo que veio muito a calhar quando eu estava no ensino médio (coincidência? acho que não). 

Sempre tive problemas em aceitar mudanças desde as mais pequenas até (e principalmente) as grandes mudanças, era algo que fazia eu querer me enterrar em um buraco e sair só quando tudo voltasse ao que era antes. O fato de que nada é eterno era ainda pior, pois eu já sofria antecipadamente imaginando como seria o final de algo, por exemplo, o final de um curso, ou ter que mudar de escola e perder os amigos. 

No segundo filme de HSM começa a surgir diálogos a respeito de que o tempo não para e as coisas chegam ao final, quando eu via a Gabriella falando a respeito disso eu me via totalmente naquela situação, pois eu também queria que as coisas fossem mais devagar. 

Então vem a terceira parte da saga, onde a questão do tempo passar é ainda mais forte e pior: era o último filme. Era pedir de mais do meu espírito nada suscetível a mudanças. Eu me desesperava ao ver todas as situações em que a Gabriella estava, era o final de algo que significou tanto para ela, todos os seus amigos iriam cada um para um lado, ela se via mais uma vez diante de uma mudança de cidade. Por muito tempo me senti exatamente da mesma maneira que ela, eu me via sufocada pela vida adulta que em algum momento chegaria a mim, eu tinha medo das coisas não serem tão boas como eram antes. 

Eu precisei chorar muito (literalmente) para entender que o tempo vai passar queira eu ou não, ele não vai me pedir licença, não vai esperar eu estar pronta. As coisas também não duram para sempre e é justamente por isso temos que aproveitá-las ao máximo antes que chegue o temido final, para quando aquele capítulo finalizar ele não terminei com um “eu poderia ter feito mais e melhor”. 

No fim das contas eu não vou ter um namorado gato que vai escolher uma universidade próxima a minha, porém aceitar que o tempo não vai parar e as coisas não duram para sempre torna a vida mais fácil, você para de se preocupar tanto com o final e se preocupa mais em aproveitar o presente.

A única coisa que High School Musical não me ensinou é como não chorar com o final do terceiro filme, eu estou chorando desde 2008!

*quando o filme acaba*


ALGUÉM ME SEGURA PORQUE NÃO ESTOU PODENDO COM ESSES GIFS x_x

4 comentários

Write comentários
Kelly Mathies
AUTHOR
11 de fevereiro de 2016 04:22 delete

Ah gente, me arrepiei só de ler iauheiuhe, juro ♥ Minha paixão da vida esse filme. Não consigo largar mão dele nem deixar de gostar. As pessoas me olham meio esquisito quando digo que gosto, mas, poxa, é ótimo e marcou boa parte da minha adolescência. Não tem como esquecer as lições da Sharpay, o amor de Troy e Gabriella, as amizades. ADOREI O POST. DEMAIS.

Reply
avatar
Beatriz
AUTHOR
13 de fevereiro de 2016 14:40 delete

Eu fiquei besta quando vi que já faziam 10 anos desde HSM. Eu lembro que eu gostei taaanto, mas tanto que era praticamente uma obsessão, haha, eu era viciada. E parece que mesmo tanto tempo depois é impossível esquecer as músicas. Adorei seu post, porque eu meio que me identifico com essas coisas de expectativa, de não aceitar o tempo passando... Enfim, ótimo post.

Gostei muito do seu blog, e é Matt Murdock no favicon do seu blog, moça? <3

Beijos!
Vestindo o Tédio

Reply
avatar
19 de fevereiro de 2016 18:29 delete

Como não amar esse filme?! Eu me apaixonei na primeira vez que o vi <3 haha
Eu sou muito fã desses filmes colegiais e eles sempre trazem uma liçãozinha que eu adoro!
Sharpay sempre sendo a carrasca o filme inteiro, ao no fim ficava boa hahaha essa era rainha! DESTRUIDORA MESMO hahaha
Ah, fico feliz que tenha gostado, despejei o meu amor nele, eu tinha que falar o quanto esses filmes significam para mim <3

Reply
avatar
19 de fevereiro de 2016 18:32 delete

Eu não tinha noção nenhuma de que já havia passado todo esse tempo, quando minha irmã chegou pra mim e falou "HSM ta completando 10 anos" eu fiquei besta! hahaha
Nossa, eu assisto os filmes gritando as músicas, meus vizinhos devem adorar quando passa HSM na tv hahaha eu até fico dançando junto! Volto a ser criança.
Awn, muito obrigada! De verdade! Significa muito saber que você gostou tanto do post quanto do blog :D
É ele sim! Eu não gosto muito de séries, mas Daredevil me conquistou haha

Reply
avatar

O que dizer dessa pessoa que está escrevendo um comentário? TE CONSIDERO PAKAS!