AME O QUE VOCÊ FAZ


E hoje é sério que eu vou falar sobre um assunto sério. Ultimamente eu tenho me pego pensando e falando muito sobre a questão de amar aquilo que se faz. E isso é sério mesmo. 

Eu sou uma pessoa complexada, tenho o costume de colocar defeito em tudo que eu faço, nunca acho que sou boa o suficiente pra fazer algo. 

Venho trabalhando nisso há um bom tempo, pois quem também passa por essa situação sabe que barra é não se sentir bem consigo mesmo, pois existem problemas que podemos fugir deles, mas como se foge de algo que está em sua mente? Não vou dizer que estou 100 por cento, mas hoje possuo uma segurança e confiança em mim, que antes eu só sonhava em ter. 

A verdade é: isso é algo que só nós podemos fazer por nós mesmos, não podemos esperar que outro seja seguro por nós, que outro te ame por você. Mas isso não exclui a importância das pessoas nesse processo. 

Aos poucos eu fui sendo aberta com as pessoas, comecei a mostrar a elas as minhas histórias, mostrei a minha mãe, até cheguei a apresentar um capitulo de uma história na frente de uma galera, em uma espécie de show de talentos da turma da minha igreja. A recepção das pessoas foi algo tão positivo, tão incrível, que eu passei a aceitar aquilo que eu fazia sem me julgar tanto. 

É por isso que eu falo que fico emocionada quando vocês elogiam o que eu faço, porque isso faz a diferença, isso faz eu me sentir bem comigo mesma, pois sei que aquilo que estou fazendo, estou fazendo bem. Vocês têm a minha gratidão eterna. 

Eu sempre digo: se você não amar aquilo que faz, ninguém irá amar por você. Independente do que você faça, ame isso, pois a partir do momento que você passar a amar o que faz, as pessoas vão sentir esse amor também e gostar daquilo que você faz. 

Amar aquilo que você faz não é ser convencido, ou exibido, mas sim amar parte daquilo que você é e isso é muito bom!

Esse post faz parte do projeto BEDA – Blog Every Day August, que consiste em postar algo todos os dias durante todo o mês de Agosto, promovido pelo grupo Rotaroots.

You May Also Like

14 comentários

  1. Ótimo post, Gabi! Acho que tudo na vida, cada coisinha, precisamos amar primeiro. Seja nós mesmas ou o que fazemos. Isso é muito importante. <3
    www.namesmafrequencia.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, adoro sempre que me chamam de Gabi <3 hahaha
      Sim! É preciso amar cada coisinha em nossas vidas, pois é algo que ninguém pode fazer por nós. As vezes é mais fácil falar, do que fazer, mas quando nos esforçamos, o resultado é muito bom :)

      Excluir
  2. Sinta-se mesmo orgulhosa do seu trabalho aqui, porque é muito bom!
    Visito muuitos blogs por dia e nem sempre encontro conteúdo interessante, mas aqui sempre tem algo a ser discutido e isso é muito bom.
    Eu tenho certos problemas de segurança, de achar meus textos, meus posts, meus trabalhos de faculdades bons o suficiente, mas isso acaba sendo às vezes um incentivo para eu melhor, quando é claro não está sendo uma dor de cabeça por eu me cobrar tanto. hahaha


    Beijos
    www.ooutroladodaraposa.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awn <3 gente, que fofa! Você me deixa emocionada u-u hahahaha
      É bom saber que aquilo que eu escrevo é ao menos interessante hahah porque as vezes acho que me perco no meio de tanta gracinha, só quero parecer bem humorada...
      Sim, por um lado, esse medo lhe torna mais atenta e te fazer se esforçar ainda mais pro que está fazendo, mas a cobrança constante não é nada boa, a gente não funciona muito bem sob pressão hahaha

      Excluir
  3. Realmente né Gabi, eu também tenho problemas pra ver com bons olhos as coisas que faço. Mas estou mudando minha percepção e mudando pra positividade e orgulho!
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vamos juntas mudar isso!! shuahusa precisamos disso. As vezes pensamos que vamos ser exibidos de mais se gostarmos daquilo que fazemos, mas isso é bobagem. Se você é bom em algo, admita isso sem vergonha!

      Excluir
  4. Lembro que na minha primeira aula, no curso de Finanças, o meu professor disse que se não fizéssemos as coisas com amor, pegaríamos raiva daquilo que antes dizíamos amar .. No começo achei besteira, mas entendi a frase no meio do curso quando pensei em desistir por causa de algumas matérias que detestei rs.. Segui o conselho e foi a melhor coisa que fiz..

    Quando fazemos algo com amor, rende muito mais =D
    Excelente publicação

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente isso! Teve uma época que me senti do jeito que o seu professor falou, eu tinha raiva do que escrevia, tudo parecia uma merda, eu tinha medo de mostrar pras pessoas e elas só confirmarem aquilo que eu achava. Mas fui pra luz (não a do fim do tunel, ok u-u?) e vi que estava sendo idiota, não era certo eu tornar aquilo que eu amava fazer no meu maior martírio. Hoje já penso bem diferente, não me vejo fazendo outra coisa da vida a não ser escrever (fotografar também conta), então vou dedicar pra melhorar nisso diariamente.
      E obrigada <3 haha

      Excluir
  5. "Eu sou uma pessoa complexada, tenho o costume de colocar defeito em tudo que eu faço, nunca acho que sou boa o suficiente pra fazer algo." meu deus, gabs, sai da minha cabeça!!!

    nossa, eu tô com vontade de copiar e colar o texto todinho porque tô passando por praticamente a mesma coisa HAHAHAHHAAHA. também sempre fui muito insegura, e à medida que fui começando a me amar mais, me aceitar e me expor, esse negócio de "ame o que você faz" foi se tornando cada vez mais presente. e é que nem você falou, só quem conhece essa vozinha sabotadora sabe o quão difícil é ouvir a intuição e correr atrás dos nossos sonhos. masssss o primeiro passo a gente já deu, que é tomar consciência de tudo isso. agora é viver um dia de cada vez e nunca duvidar do nosso potencial nem da nossa capacidade de chegar onde a gente quer chegar. vamos escrever e cantar e dançar e criar roteiros e MOSTRAR PRA TODO MUNDO. O CÉU É O LIMITE. UHUUUL. HAHAHAHAH

    amei o texto. até o próximo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. VAMOS BOTAR A CARA NO SOU, LUNA! HAHAHAHA
      Acho que a maioria dos escritores passa pelo menos uma vez na vida por essa complexidade. Nada legal, mas se olharmos por um ângulo mais positivo, isso pode nos ajudar a conhecermos nós mesmos e nos forçar a sermos mais dedicados com aquilo que gostamos de fazer.
      Passei por uma barra quando terminei meu estágio, parecia que ia ser o fim da vida pra mim, ai meu pai ficou doente. A melhor coisa que fiz desde que parei de trabalhar foi voltar com o trabalho em um blog, eu nunca escrevi tanto na minha vida, estou todos os dias gastando horas escrevendo tanto pro blog, quanto minhas histórias e isso está sendo muito bom, me deu motivação pra seguir em frente novamente!

      Excluir
  6. Que texto bonito Gabi!
    Me abraça <33

    É difícil essa insegurança né?
    Eu nunca me acho boa o suficiente e isso machuca tanto as vezes.

    Continue escrevendo e nos mostrando suas fotografias e o que mais queira, porque você é uma pessoa incrível e talentosa.

    Um beijo.♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Nana!
      Pois é. E ela costuma atrapalhar muito o nosso rendimento, as vezes deixamos de fazer o que gostamos por conta dessa insegurança ):
      Awn, que fofa <3 não me emocione assim não, que eu choro hahahaa obrigada!

      Excluir
  7. Ai gente, sinto que esse post foi feito para mim ler <3 ultimamente eu ando meio assim com as coisas, as vezes deixo de postar porque o pensamento de que "está tudo errado" domina minha mente de uma maneira horrível, teu post é maravilhoso <3 parabéns pelo trabalho.

    Ah conheci o blog pelo blog Minha negra cor, e já estou amando!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, sei como é :/ e se a gente fica com essa coisa na cabeça, não consegue de jeito algum postar, porque chega a incomodar. Mas obrigada <3 é bom saber que post ta ajudando, seja o mínimo possível.
      Ai, eu vi que ela postou lá no blog dela, que fofa!

      Excluir

O que dizer dessa pessoa que está escrevendo um comentário? TE CONSIDERO PAKAS!